• Blog
  • Otimização de Sites (SEO): Você já conhece?

Otimização de Sites (SEO): Você já conhece?

Otimização de Sites (SEO): Você já conhece?

Otimização de Sites (SEO): Você já conhece?

O mundo on-line vem se tornando, cada vez mais, um lugar excelente para se começar novos negócios e empreendimentos. No entanto, para crescer é preciso se destacar da concorrência. E como fazer o seu negócio ser visto por milhares de pessoas?

É primordial ter uma visão estratégica para marketing digital. Para tanto, o investimento em SEO, do inglês Search Engine Optimization, ou Otimização de Sites para Motores de Buscas, deve estar presente em cada tomada de decisão do seu negócio on-line.

Quer saber mais sobre o assunto e colocar a sua marca na primeira página do Google? Então, continue a leitura deste post!

Afinal, o que é Otimização de Sites (SEO)?

O SEO é o conjunto de decisões que impactam o posicionamento da sua marca nos motores de buscas, como o Google. Na prática, ele é o resultado da soma de quatro frentes, sendo elas: analytics, conteúdo, design e solução. Juntas, elas melhoram a experiência do usuário, o que faz com que os motores de busca qualifiquem o seu site entre os melhores posicionamentos nas buscas.

O motivo dessa necessidade de investir na experiência do usuário é em decorrência do propósito dos motores de busca: eles querem garantir que a solução que o usuário procura seja entregue. Por isso, é essencial ter atenção aos algoritmos para garantir que a sua estratégia contemplará as melhores boas práticas de otimização de sites.

Em resumo, os buscadores querem oferecer a melhor resposta para as dúvidas dos usuários. Então, para tanto, o seu site deve ser relevante. É por isso que os quatro pilares citados anteriormente devem ser aprimorados continuamente nas estratégias de SEO.

Para que a estratégia seja eficaz é essencial que ela considere os diversos dispositivos e canais de comunicação on-line que existem hoje. Isso porque a experiência do usuário deve ser a melhor, independentemente de qual seja o meio que ele está utilizando, como smartphones ou tablets.

Algoritmos, na prática

Hoje, o maior site buscador que existe é o Google: são milhões de pesquisas feitas diariamente. Nesse sentido, ranquear bem nos buscadores, principalmente no Google, é uma oportunidade de ouro para destacar o seu negócio e atrair mais clientes para a sua marca.

Para tanto, esse buscador usa os algoritmos para identificar e organizar a avalanche de conteúdo que há no meio digital. Podemos dizer que eles são uma linguagem de inteligência artificial que determina qual o tipo de conteúdo que querem oferecer aos usuários. Conhecê-los e implementá-los é essencial para ranquear na primeira página do Google.

No início dos anos 2000, quando o uso da Internet começou a ganhar novos desenhos e a alcançar mais pessoas, — quem não tinha a versão discada em casa tinha a oportunidade de surfar no digital em uma lan house — o mundo on-line era muito diferente do que vemos hoje.

Na época, a experiência do usuário não era uma prioridade. Era comum entrar em um portal de notícias, por exemplo, e ter a sua telinha inundada por diversos pop-ups com propagandas. A verdade é que todos estavam aprendendo a interagir com essa nova realidade.

Nos últimos 20 anos, muita coisa mudou. A internet se confirmou com um ambiente ideal para fazer negócio e conquistar um retorno que, anteriormente, só era possível para grandes potências do mercado. A prova disso, por exemplo, é a alta performance dos e-commerces durante a crise da Covid-19. No Brasil, o segmento bateu o record exatamente das duas últimas décadas e cresceu 47%.

Com o intuito de oferecer a melhor experiência para os seus usuários, o Google realiza atualizações constantes nos seus algoritmos. Estima-se que são mais de 500 atualizações por ano. No entanto, especialistas afirmam que três trouxeram maior impacto para a forma de se fazer conteúdo digital, sendo elas:

  • Panda Update, 2011 – remoção de sites com baixa qualidade do pódium de ranquamento;
  • Penguin Update, 2012 – penalização para sites com backlinks manipulados;
  • Humming bird Update, 2013 – comportamento do usuário e a semântica são mais importantes do que a palavra-chave em si.

A seguir, entenda mais como funciona o algoritmo do Google.

Crawling

Traduzindo do inglês, o rastreamento é a primeira etapa do fluxo de ranqueamento do algoritmo do Google. Nesse momento, é quando o bot busca por novas URLs, ou seja, páginas para serem indexadas. Isso acontece a todo instante. Para que você tenha uma ideia, estima-se que o volume de dados criados nos últimos 7 anos é o maior em toda a história.

Então, o primeiro desafio que o seu site tem é de ser encontrado pelo rastreador do Google. Para isso, ter uma URL amigável é essencial. É importante ter atenção na hora de criar as páginas do seu site: garanta que a sua descrição seja clara, objetiva e simples para o usuário.

Indexing

A indexação é a segunda parte do processo executado pelo algoritmo. Nela, o bot insere o seu site no banco de dados do Google: o Índice de Pesquisa. O robô identifica se a palavra-chave buscada pelo usuário está contemplada no seu conteúdo.

Assim, todas as páginas que atendem a uma determina palavra-chave são agrupadas e apresentadas para o usuário após a busca. Aqui, o desafio é deixar o seu conteúdo em destaque dos concorrentes. No próximo tópico você confere mais sobre isso.

Ranking

Depois da indexação do conteúdo temos o ranqueamento. Ele depende diretamente da qualidade da experiência que a sua página oferece aos usuários. Se o conteúdo responde à pergunta e oferece uma fácil navegabilidade, a página ganha pontos nesse ranqueamento.

Quanto mais a sua página atender aos requisitos do algorítimo, melhor será o seu posicionamento na pesquisa feita pelo usuário. Nesse sentido, todos os sites que ranqueiam na primeira página do Google estão atendendo a esses critérios.

Uma forma de ver os pontos que o seu site deve aprimorar para melhorar as suas posições no ranqueamento é visitar esses portais que estão em boa posição e fazer uma análise da sua comunicação, design, tamanho de artigos etc. Além disso, é interessante submeter o seu portal a uma análise de SEO feita por um especialista no assunto.

Não perca mais negócios por causa
de um marketing sem eficácia.

Vamos conversar →

Quais os benefícios das técnicas de SEO?

Muitos não dão a devida importância às técnicas de otimização de sites porque não sabem o que elas realmente representam, ou seja, o impacto delas para o ROI (Return over Investiment, ou Retorno sobre o Investimento) do Marketing. O SEO está ganhando mais destaque agora, com os resultados extraordinários das estratégias digitais.

Se você ainda está com dúvida e não tem certeza de que forma a aplicação do SEO nos seus textos melhorará o seu negócio como um todo, esclarecemos para você. A seguir, você confere as principais vantagens de se investir na otimização de sites. Leia com atenção e anote os principais pontos que devem ser considerados para a sua estratégia. Vamos lá?

Crescimento do alcance orgânico

Quando você aplica o SEO no seu site de forma correta e bem-feita, os mecanismos de busca o reconhecem como um site de qualidade e o posicionam bem nos resultados de pesquisa. Se você se encontra nas primeiras páginas de um determinado resultado de busca, é muito mais provável que quem pesquisa clique no seu link, o que traz para o seu site mais visitantes.

Basicamente, o alcance orgânico é muito maior. Assim, você aumenta as chances de conquistar, além de leitores, clientes para o seu negócio. Dentro daquele conceito de oferecer a melhor experiência, que é o pano de fundo do SEO, existe a tendência de um usuário ativo se tornar um promotor e indicar a sua página para outras pessoas.

Melhora no ranqueamento

É importante ressaltar que um SEO bem aplicado pode fazer toda a diferença no seu posicionamento no Google. E quanto melhor o seu posicionamento, maior é a possibilidade de conseguir que novos possíveis clientes entrem na sua página, acessem o seu conteúdo e consumam o que você tem para oferecer.

Pesquisar algumas palavras-chave e fazer pequenas alterações no conteúdo que você distribui pode fazer toda a diferença na posição do seu site no Google. Você pode, para isso, utilizar as palavras-chave mais simples ou até mesmo usar a técnica de “long tail keyword”, que basicamente consiste em utilizar uma frase como palavra-chave, de forma a segmentar ainda mais as buscas e aumentar as probabilidades de acesso ao seu site.

Tudo isso é um ciclo vicioso extremamente positivo. Se você consegue transformar o seu site num dos mais bem posicionados no Google, mais pessoas clicarão no link, mais relevante o seu site será naquele assunto e mais o Google reconhecerá a importância de posicioná-lo bem nos resultados de pesquisa.

Menor investimento

Em grande parte das empresas, o orçamento com marketing tende a ser um dos mais onerosos para o negócio. Uma das vantagens de se investir em SEO é o baixo custo quando comparamos com outras frentes desse segmento. Assim, com ações baseadas em dados e em técnicas comprovadas, o seu marketing consegue impactar positivamente nas vendas.

Então, com todas essas questões tão relevantes sobre SEO, você ainda tem alguma dúvida de que seu site precisa estar 100% preparado, com otimização plena para as ferramentas de busca? Então procure profissionais da área de marketing digital para lhe auxiliar nessa empreitada. Com apoio especializado, os resultados serão ainda melhores!

Por que é importante otimizar o SEO do site?

O principal motivo para se investir em SEO do seu site é o foco em aumentar a sua taxa de atração e de conversão de leads. Na prática, não adianta investir em propagandas pagas como Facebook Ads ou o próprio Google Ads se as páginas do seu portal não oferecerem uma boa experiência ao usuário.

Em resumo, o seu marketing teria um esforço financeiro, mas ele não atingiria todo o potencial porque a experiência negativa na navegabilidade faz com que o lead deixe a página. Para que você tenha uma noção de como está a experiência, uma dica interessante é implementar técnicas de Growth Hacking como heatmaps (mapas de calor) e a análise do tempo de permanência na página.

Com a quantidade de concorrentes na Internet, quanto maior é o tempo que o usuário passa no seu site pode-se inferir que ele está se identificando com o conteúdo, vivenciando uma boa navegação e consumindo mais informações do seu portal. Isso é o cenário perfeito para firmar a sua marca como referência e, quando o lead precisar, ela será a primeira a ser lembrada.

Como isso muda a relação com clientes?

A técnica de otimização de sites funciona como um melhorador do seu ranqueamento nos sites de busca, como Google, Yahoo! e Bing. Um bom ranqueamento é importante para que você consiga que novos clientes acessem o seu site e comprem seus produtos – e sem ter que pagar a mais por anúncios para que isso aconteça, apenas o utilizando o SEO.

Isso significa que a Otimização de Sites é essencial para o aumentar o alcance orgânico do seu portal: é parte de uma estratégia de marketing orientado ao cliente. É importante destacar que a técnica SEO também pode, e deve, ser implementada nas redes sociais. Esse conjunto alavanca a sua marca e contribui para um ROI (Retorno sobre o Investimento) de alta rentabilidade. Afinal, o crescimento orgânico tem a ver com ações que não envolvem campanhas pagas.

Neste tópico, você confere, agora, quais os aspectos entre otimização de sites e relacionamento com clientes.

Dispositivos móveis

Hoje, no Brasil, o smartphone é o dispositivo móvel mais usado pelos usuários para navegarem na Internet. Estima-se que no país há mais de 230 milhões de celulares ativos frente a cerca de 211 milhões de habitantes. Basicamente, isso significa que temos mais de um smartphone por pessoa.

Além disso, temos, também, mais da metade da população brasileira presente nas redes sociais: são cerca de 134 milhões de usuários conectados e interagindo a conteúdos digitais. Esses dados mostram como o SEO deve ser trabalhado nos dispositivos móveis, principalmente o smartphone já que é o mais usado atualmente.

Nesse sentido, o seu portal deve oferecer uma experiência responsiva. Isso significa que a qualidade da navegação não é impactada de forma negativa quando o usuário acessa o seu portal por meio de um smartphone. É interesse destacar que, nesse cenário, estamos vivenciando um crescimento do desenvolvimento de aplicativos mobile.

Ao aplicar estratégias de marketing digital, você deve ter a clareza de que o sucesso dela só é possível ao garantir a multicanalidade e a omnicanalidade: garanta a integração entre os meios para oferecer a melhor experiência ao usuário. As pessoas querem praticidade e agilidade.

Clientes ideais

A otimização de sites também ajuda o seu negócio a atrair os perfis de clientes ideais para o seu produto e serviço. Eles são os que têm maior potencial de conversão. Na prática, se você está atraindo as pessoas ideais para a sua loja, o esforço de venda é menor, o que reduz o seu CAC (Custo de Aquisição de Cliente). Nesse sentido, é essencial conhecer quem são as personas e os possíveis desafios no relacionamento com o consumidor. Veja mais.

Estudo de personas

Para definir quem é o seu cliente ideal é primordial executar um estudo de persona, ou buyer persona. Essa análise permitirá que a sua estratégia de marketing e vendas seja direcionada, personalizada, melhorando a qualidade da informação e indo direto ao alvo. A persona é semi-fictícia, e ela resulta de entrevistas feitas com os seus clientes com um LTV (Lifetime Value, ou Valor do Cliente no Tempo) atraente, ou seja, alto.

Isso porque o cliente ideal de qualquer empresa é aquele que compra sempre com a sua marca. Claro que exige esforços do negócio com estratégias de pós-vendas, como fidelização e sucesso do cliente. Porém, esse parâmetro permite entender qual é o perfil de cliente que mais se identifica com o propósito do seu negócio, com a cultura praticada.

Desafio das gerações

Um dos pontos que todo analista de marketing deve considerar no relacionamento com o cliente é a questão da mudança de comportamento do consumidor de acordo com as gerações. Os padrões de consumo variam entre grupos socioeconômicos, mas, principalmente, entre gerações distintas.

Para ilustrar isso, pense nos jovens que nasceram no início dos anos 2000. Eles cresceram imersos ao mundo globalizado: a interação deles com a tecnologia é muito natural. Dessa forma, para atingir esse público é essencial estar no mesmo ambiente que eles. Em contrapartida, uma pessoa da geração baby boomers (nascidos entre as décadas de 1940 e meados de 1960), mesmo que use um dispositivo móvel, ela tende a usar outros tipos de comunicação, como a mídia off-line.

É preciso conhecer bem o comportamento do consumidor de cada geração para construir uma estratégia de comunicação que esteja alinhada com as expectativas de cada público. Para o sucesso das suas campanhas é primordial conciliar três aspectos: forma, meio e conteúdo.

Tendências de conteúdos

Seguindo a mesma premissa do comportamento característico de cada geração, temos tendências de consumo de conteúdo que variam também conforme características socioculturais. Conhecê-las é o primeiro passo para conquistar relevância entre os consumidores.

Hoje, você pode consultar ferramentas on-line para buscar compreender o que o público está buscando. Isso é importante porque traz respaldo de dados analíticos para as tomadas de decisões do seu marketing. Na otimização de sites isso será refletido, por exemplo, na escolha do tipo de conteúdo a ser trabalhado.

Nessa busca por tendências de conteúdos, ou seja, temas quentes que possam ser trabalhados para a atração de leads, as palavras-chave têm um papel importante. A pesquisa de termos específicos permite montar uma estratégia mais certeira — essa é uma das etapas mais importantes da estratégia de mapeamento de conteúdo.

Para melhorar a taxa de conversão é interessante priorizar aquelas consideradas long-tails, ou seja, que são mais longas e específicas. Por exemplo: dar preferência para “como fazer a otimização de sites” do que somente “otimização de sites”. Com o uso de ferramentas próprias para esse tipo de pesquisa, você tem os principais recursos para conquistar o posicionamento digital da sua marca.

Se você quer saber mais sobre como fazer a pesquisa de palavras-chave, continue a leitura e conheça como funciona as ferramentas gratuitas do Google: Trends e Keyword Planner!

Google Trends

Essa é uma ferramenta que traz dados mais amplos, porém de suma importância para identificar temas quentes na sua região. No Google Trends é possível verificar quais são as palavras-chave mais pesquisadas no momento. A partir delas, você pode definir os temas a serem trabalhados na sua estratégia, e que originarão as long-tails do seu mapeamento.

Keyword Planner

O Keyword Planner é um recurso gratuito que faz parte da conta de gestão de Ads do Google. Com essa ferramenta, você pode segmentar mais o seu conteúdo, ao buscar por palavras-chave específicas de long-tail. Suponhamos que no momento que você olha o Google Trends percebe que a temática “vazamento de dados” está em alta. Você pode fazer um conteúdo de atração sobre como evitar vazamento de dados nas organizações.

Em qual frequência a otimização deve ser feita?

Quando o assunto é a otimização de sites, a verdade é que a frequência das atualizações devem ser uma rotina diária. O buscador do Google está sempre trazendo novidades e exigem dos portais a sua respectiva adaptação se quiser manter-se em destaque. Além disso, há ajustes que são naturalmente necessários, como pelo perfil do seu público-alvo. O investimento em SEO não pode ficar em segundo plano.

Sua empresa pode contar com um SQUAD focado no desenvolvimento das soluções digitais da sua marca ou buscar uma parceria no formato de outsourcing (terceirização). A melhor escolha para o seu negócio depende de diversos fatores como o orçamento disponível. Na prática, a contratação de um prestador de serviços costuma gerar mais economia para o negócio.

Para tanto, faça uma pesquisa e busque por parceiros que sejam especialistas no assunto. É essencial avaliar a reputação do fornecedor no mercado. Além disso, busque uma empresa de outsourcing de otimização de sites que esteja comprometida em oferecer a melhor experiência para você. Isso só é possível quando o sucesso do cliente é o foco no negócio.

SEO Técnico: o guia

Como pôr o SEO em prática no seu site?

Agora que você está por dentro do assunto, o que acha de aprender como fazer a otimização de sites? É claro que vamos resumir, pois, essa é uma área técnica e complexa que demanda a atuação de especialistas em SEO. A seguir, você confere quais são os principais pontos que devem ser considerados em uma estratégia de posicionamento digital.

On Page

Na otimização de sites dizemos que existem dois tipos de aplicações: a On Page e a Off Page. Na prática, o SEO On Page são aquelas realizadas explicitamente na página publicada. Elas contemplam os diversos aspectos do conteúdo e é indispensável a atuação de um profissional especializado em copywriting. Entenda mais sobre o assunto.

Títulos de Heading Tags

Quando você publica um artigo em um blog, geralmente usa a configuração H1 para o título principal, não é verdade? Além disso, ele deve ser interessante a ponto de chamar e prender a atenção do leitor. Nas heading tags o formato do título é um pouco diferente. Ele deve chamar a atenção do leitor e fazer com que ele acesse o conteúdo: é o título que aparece na chamada da página de busca.

Para tanto, o mais indicado é que a palavra-chave esteja mais à esquerda e que ele contenha até 63 caracteres. O motivo dessa limitação de tamanho é em decorrência do formato que o título aparece no buscador. Quando muito extenso, existe a tendência de parte da informação ser omitida pelo buscador e a sua página não se destacar no olhar do usuário.

URL, imagens e meta description

Além do título de Heading Tags, há outros aspectos do conteúdo que merecem total atenção para um SEO de alta performance. Nesse sentido, podemos citar:

  • URL – ela deve ser amigável e conter a palavra-chave;
  • imagens – a descrição das imagens, contendo a palavra-chave, é muito importante para o ranqueamento principalmente pensando na experiência de usuários que são pessoas com deficiência;
  • meta description – é a descrição do conteúdo que aparece no buscador, ou seja, um resumo abaixo da Heading Tag, sendo que deve conter a palavra-chave e até 150 caracteres.

Off Page

No SEO, o off page é uma das partes mais importantes na otimização de sites: são aquelas realizadas para fora da página. Isso significa que são todas aquelas ações tomadas para aumentar a autoridade do seu site. Para tanto é necessário considerar três aspectos:

  1. backlinks – são os principais recursos para o ranqueamento de páginas e estão diretamente atrelados;
  2. social – a gestão das redes sociais, com uma estratégia integrada;
  3. autoridade – fatores que levam a escolha de links ideais para fazer o link building, sendo importante considerar todos as variáveis do SEO on page para essa definição de links.

Como colocar a otimização de sites em prática?

Para que a sua estratégia de SEO seja posta em prática é necessário ter atenção com cada particularidade da otimização de sites. Por isso, neste tópico, você conhece, agora, três ferramentas indispensáveis para o posicionamento digital da sua marca. Leia com atenção, porque esses recursos, em conjunto, permitem que você atue dentro de uma proposta de Growth Hacking.

Search Console

Google Search Console é uma ferramenta essencial para a otimização de sites. É um sistema que permite aos usuários e criadores de páginas, a informarem à plataforma quando uma nova é publicada. Isso facilita a indexação. Outro ponto positivo é que grande parte de análise de SEO é feita nessa ferramenta, permitindo um aprimoramento mais preciso e menor espaço de tempo para o especialista e responsável pela sua estratégia.

Analytics

Para que a estratégia de marketing digital alcance os resultados esperados é essencial investir na gestão de dados. Você deve fazer o acompanhamento, a mensuração da performance do seu site e das outras ações de posicionamento on-line. É interessante fazer um ranking das suas palavras-chave, ou seja, em quais posições suas páginas estão no Google.

Inclusive, você pode usar o próprio Google Analytics para fazer essa gestão de dados contando com o suporte da inteligência artificial dessa plataforma. Por meio de um código rastreador que é inserido nas páginas do seu site, você consegue coletar dados preciosos para o melhoramento contínuo da sua estratégia.

Yoast SEO

É um plugin usado na plataforma WordPress para fazer o diagnóstico de SEO do conteúdo das páginas do seu site. Essa ferramenta permite que você faça os ajustes de metadados necessários para melhorar o ranqueamento da sua página. Lembra do SEO on page que tratamos anteriormente?

Como identificar uma agência especialista em SEO?

Para garantir que os seus esforços não sejam em vão é primordial contar com especialistas do mercado. Investir em uma parceria com uma agência com foco em SEO é uma decisão inteligente que permite à sua equipe atuar mais no desenvolvimento da estratégia de marketing e vendas em vez da operacionalização.

É importante contar com especialistas no assunto para garantir que a estratégia seja direcionada corretamente. A otimização de sites permite o melhor ranqueamento. Porém, em contrapartida, o SEO aplicado de forma equivocada pode causar penalizações para as páginas do seu portal ou blog.

Identificar uma agência especialista em SEO é fácil: basta fazer a sua pesquisa com a palavra-chave no buscador. No entanto, é preciso ter critério para selecionar com qual agência fechar essa parceria. No seu planejamento de 2021, coloque em pauta a importância da otimização de sites: conte com a Via Agência Digital.

Se você quer implementar a otimização de sites, entre em contato conosco e agende uma avaliação gratuita!

Avalie este post:

Junior Venturin Daniel

Formado em Marketing pela Universidade Vila Velha/ES. Trabalha com web desde 1999 e já participou de centenas de projetos digitais. Atualmente, dedica-se a ajudar os clientes a extraírem o máximo das oportunidades da Internet e, sobretudo, a se adaptarem às mudanças impostas pela transformação digital.