Início - Blog - Copywright: o que é e qual sua importância para o marketing digital

Copywright: o que é e qual sua importância para o marketing digital

Copywright: o que é e qual sua importância para o marketing digital Copywright: o que é e qual sua importância para o marketing digital
Copywright: o que é e qual sua importância para o marketing digital

Os empreendedores precisam concretizar vendas para fazer o negócio crescer. Para isso, eles utilizam estratégias destinadas a cativar os clientes. Mas como fazer isso sem soar apelativo ou insistente demais? Uma boa ideia é contar com o copywright.

Neste post, falaremos sobre o conceito e a importância dele para o marketing digital. Além disso, apresentaremos as principais maneiras de colocá-lo em prática e os erros que devem ser evitados nesse trabalho. Boa leitura!

O que é copywright?

O copywright, também conhecido como copywriting, é uma estratégia de produção de conteúdo destinada a convencer o leitor a realizar uma ação específica. Ele pode ser utilizado tanto em postagens em blogs, como também em artigos para redes sociais e ações de e-mail marketing.

Desse modo, o profissional escreve um texto pensando com técnicas de persuasão e utiliza gatilhos para despertar interesse. Em geral, o principal objetivo da estratégia é gerar mais vendas e conversões por meio do conteúdo.

Quais são as principais práticas?

  1. Entender quem é seu público-alvo

    Antes de iniciar um conteúdo, é preciso compreender para quem exatamente você está escrevendo. Uma estratégia pouco focada não irá gerar tantos acessos e engajamento. Por isso, a primeira ação deve ser definir uma persona.

    Trata-se de uma representação semifictícia destinada a representar o cliente ideal a partir de informações reais. Essa definição envolve alguns critérios, como:

    • idade;
    • ocupação;
    • interesses;
    • hobbies;
    • entre outros.

    Assim, será mais fácil elaborar um texto totalmente orientado para os seus clientes em potencial, com abordagem que se aproxima aos seus modos de vida. Tudo isso aumenta a possibilidade de conversão dos leads.

  2. Passar credibilidade

    Além de prezar pelas boas regras gramaticais, utilize dados de boas fontes em seu conteúdo. Isso ajuda a demonstrar autoridade sobre o tema e a estabelecer a marca.

    Uma outra boa ideia é colocar depoimentos de clientes satisfeitos em seu site, além de fazer vídeos e textos sobre parcerias de sucesso. Com exemplos de negociações reais, será mais fácil passar credibilidade para os leitores.

    Por fim, vá além do que você encontra nos blogs dos principais concorrentes. Procure informações relevantes em livros, artigos universitários e publicações especializadas. Essas são boas formas de se diferenciar e evitar aquela sensação de não estar passando nenhuma nova informação para o leitor.

  3. Criar uma conexão com o leitor

    Para criar uma conexão especial com o leitor, é muito importante listar as ações que devem ser adotadas para que ele sinta que aquele conteúdo foi escrito com as necessidades dessa pessoa em mente.

    Para fazer isso, capriche na pesquisa antes de escrever. Enumere todos os dados relevantes sobre o assunto e certifique-se de não deixar nada de fora. Caso o assunto seja complexo, volte a explorá-lo em novos artigos!

Quais são os erros mais comuns?

  1. Deixar de revisar um conteúdo

    Suponhamos que o seu texto tenha muito conteúdo relevante. Contudo, você acaba não revisando e o post vai ao ar cheio de erros crassos de português, além de uma linkagem mal feita.

    Isso compromete a reputação da sua marca e faz com que o leitor desconfie da autoridade do redator sobre aquele assunto. Muitas pessoas podem até mesmo desistir de conferir outras postagens.

  2. Produzir um conteúdo muito técnico

    Mostrar autoridade é importante, mas você consegue fazer isso de forma clara? Se a sua empresa vende softwares de gestão personalizados, por exemplo, não adianta muito discorrer sobre linguagens de programação e jargões de infraestrutura.

    O que o cliente em potencial quer saber mesmo é das funcionalidades e de como o produto o ajudará. Portanto, construa uma persona e só escreva pensando nela!

  3. Não cativar o leitor

    Para entender o que realmente cativa o leitor, é importante analisar os resultados e ajustar a sua estratégia. Para isso, uma boa ideia é conferir quais conteúdos estão sendo mais visualizados e quais geram mais compartilhamentos e conversões.

O ideal é contar com uma agência especializada em marketing digital para auxiliá-lo nessa empreitada. Além de impulsionar as ações, esses profissionais também o ajudarão a conter certos excessos, como o exagero na hora de descrever os benefícios dos seus produtos e serviços.

Além disso, eles conseguirão ajudá-lo a desenvolver uma persona precisa e totalmente adaptada aos serviços que você queira oferecer, com conteúdos persuasivos e bem construídos. Agora que você já sabe o que é copywright, só tem a ganhar com essa estratégia e com uma parceria qualificada.

Gostou do post e quer continuar lendo sobre meios de convencer os clientes? Então, aproveite a visita e leia o nosso post sobre técnicas de persuasão!

Não tem retorno mais rápido do que
Publicidade Online. Então não perca tempo!

Vamos conversar →

Receba novidades