• Blog
  • Saiba como definir o preço de venda dos seus produtos

Saiba como definir o preço de venda dos seus produtos

Saiba como definir o preço de venda dos seus produtos

Saiba como definir o preço de venda dos seus produtos

Análise de WebsitesPowered by Rock Convert

Se você fez a análise do balanço patrimonial da empresa e percebeu que as receitas não cobrem os custos e mal vê o lucro há um bom tempo, então, é melhor rever o cálculo do seu preço de venda.

Mais do que pensar em boas táticas para influenciar os consumidores a avançarem na jornada e tomarem a decisão de compra, você precisa pensar em uma boa precificação, que consiste na análise para determinar o valor monetário atribuído ao que comercializa.

Para que você entenda um pouco melhor o tema, trouxemos, hoje, alguns dos métodos mais utilizados no cálculo do preço de venda. Confira!

Precificação pela margem de contribuição

Sendo uma das técnicas mais recomendadas para obter os melhores preços dos produtos, a margem de contribuição tem o propósito de definir o quanto resta dentro dos gastos com venda, descontando os custos e as despesas variáveis. É um método que ajuda bastante a melhorar a gestão da empresa, tomar decisões acertadas e ainda calcular o resultado do ponto de equilíbrio, em que receita e custo se equiparam.

Podemos compreender que a margem seja o lucro bruto antes da incidência dos custos fixos de produção, as despesas administrativas, as despesas fixas e a incidência de impostos. Tendo isso em vista, imaginando que você queira uma margem de contribuição de R$ 500,00, e os seus gastos variáveis sejam em torno de R$ 800,00, logo, temos o preço de venda em R$ 1.300,00.

Precificação pelo markup

Em um primeiro momento, podemos observar o método do markup por duas vertentes distintas: como índice econômico e da ótica da própria empresa, vislumbrando o índice que multiplicará os custos de produção e distribuição. Em relação à margem de contribuição, o markup leva em conta as despesas fixas unitárias, as despesas variáveis e, ainda, a margem de lucro desejada.

Tráfego Orgânico: Guia completo para conquistar tráfego para seu sitePowered by Rock Convert

A intenção é achar um preço de venda que seja ideal para cobrir as despesas e que ainda forneça uma boa lucratividade, que faz a diferença na organização do balanço patrimonial e no planejamento estratégico. A fórmula utilizada é 100/[100 – (percentual das despesas variáveis + percentual das despesas fixas + percentual da margem de lucro)], sendo que os percentuais são obtidos na divisão pela receita operacional.

Precificação dinâmica

Já na formulação de preço dinâmica, o que normalmente é praticado pelo mercado em que atua é considerado como preço ideal para venda, algo que ajuda a ficar de olho nas principais oscilações e não perder fatia de mercado. O benchmarking é de suma importância para compreender não apenas como funcionam os processos produtivos e de divulgação das concorrentes, mas para saber como elas cobram seus produtos.

Para tanto, é necessário analisar os itens que estão em oferta, os valores cobrados no dia a dia pelas outras empresas e demais estratégias criadas, pois isso reflete no poder de barganha com os clientes e garante um índice de competitividade aceitável. Essa é uma maneira simples de chegar a um preço que seja coerente e que não comprometa o faturamento.

Precificação pelo valor agregado

Todavia, muitos gestores acabam não levando em consideração que existe um abismo entre os significados de preço e valor, sendo que a percepção do consumidor a respeito do que se oferece pode contribuir bastante para suas receitas. Entenda que, quanto mais específico e intelectual for o serviço prestado, consequentemente, maior será o valor agregado.

Por mais que você utilize os métodos anteriores, a percepção de valor precisa estar presente, a fim de dar a sensação de que o cliente está pagando por algo justo. Nisso que entra o marketing, por exemplo, ao construir estratégias que despertem o interesse do público, fazendo com ele pague o preço que for para obter aquele produto.

Por fim, lembre-se de que é importante calcular, de forma correta, o preço de venda, no intuito de evitar cobrar por algo que não cubra os custos, oferecer descontos sem critérios e deixar de reajustar gradativamente os preços.

Se você gostou deste artigo voltado para o lado financeiro e quer obter mais conteúdos diariamente sobre esse e outros assuntos, então, siga as nossas redes sociais: estamos no Facebook, no LinkedIn, no Twitter e no Instagram!

Anuncie no GooglePowered by Rock Convert