Planejamento estratégico: como aplicar no marketing digital

Planejamento estratégico: como aplicar no marketing digital

Planejamento estratégico: como aplicar no marketing digital

Você sabe como criar um planejamento estratégico de marketing digital? Por onde começar e quais são as etapas que devem ser pensadas antes de dar início ao investimento? Essa é uma pergunta que permeia o pensamento da grande maioria dos gestores.

Você pode até mesmo conhecer alguém que investiu em marketing digital e obteve resultado mesmo não tendo um planejamento, no entanto, o retorno poderia ter sido muito melhor se os passos tivessem sido traçados inicialmente. Além disso, muitas dessas empresas desistem de investir em marketing digital nos primeiros 6 meses, pois não percebem que o erro está dentro da própria organização.

O planejamento estratégico é essencial em qualquer tipo de negócio, e, com o marketing digital, não poderia ser diferente. É importante entender que esse processo precisa estar alinhado com a visão, missão e valores da empresa. Por isso, confira as nossas dicas e descubra hoje mesmo como realizar uma estratégia de sucesso!

Envolva a sua equipe no planejamento

Essa é uma das dicas mais importantes para qualquer tipo de estratégia implantada em sua empresa. Por isso, alertamos aos gestores que nunca retenham essa atividade apenas para si. Antes de iniciar o planejamento, no caso de pequenas empresas, indicamos que se envolva toda a equipe nessa estratégia.

É essencial deixar claro o caminho que a empresa está decidida a seguir. Essa atitude é primordial para ver o planejamento tomar o rumo certo. Identificamos que quando a equipe desconhece as mudanças que estão ocorrendo, muitas falhas acontecem.

Um bom exemplo disso é a ausência de resposta ao consumidor nas redes sociais. Esse é um tipo de falha que, muitas vezes, resulta na perda de um potencial cliente. Hoje em dia, é visível o crescente relacionamento online com o cliente, sendo que diversas empresas têm ao menos um colaborador que fica conectado diariamente para criar vínculos com os clientes, seja respondendo a uma dúvida ou resolvendo algum problema.

Nesses casos, investir em treinamento técnico é indispensável. Muitos gestores tendem a entregar a estratégia de marketing digital ao “cara que entende de internet”, mas, infelizmente, essa não é a melhor decisão. É claro que o colaborador deve conhecer no mínimo algumas ferramentas e redes sociais, mas apenas isso não é o suficiente.

Nesse momento, considere nomear um responsável para o desenvolvimento do projeto, acompanhamento e monitoramento das ações que foram planejadas. Mantenha sua equipe envolvida e colha os bons frutos dessa decisão.

Ao longo deste artigo, você pode considerar o planejamento algo demorado, cansativo e até mesmo tedioso. Mas não caia nessa armadilha! Ele é essencial para que o marketing digital dê bons resultados.

Trace os seus objetivos

Quando não se sabe que caminho seguir, qualquer caminho serve. Por isso, enfatizamos a necessidade de traçar os caminhos corretos para então colocar em ação o investimento em marketing digital. Afinal, a maioria dos gestores ainda não sabe para onde ir.

E foi pensando nessa dificuldade que criamos este post para ajudar você na execução do seu planejamento estratégico de marketing digital. Desde já, gostaríamos de esclarecer que essa não é uma receita de bolo. É imprescindível analisar criticamente cada uma de suas ações e decisões estabelecidas, identificando o que pode, ou não, dar certo de acordo com a realidade do seu negócio.

O maior objetivo de todo gestor é alavancar o faturamento da empresa. Mas, para tanto, as metas devem estar bem definidas e alinhadas dentro da organização. Por isso, para começar qualquer planejamento estratégico, é preciso definir os seus objetivos de curto, médio e longo prazo.

Veja só algumas sugestões do que você pode almejar: aumentar o tráfego no site, o número de clientes, melhorar o relacionamento com eles, fidelizá-los, aumentar as vendas, entre outros. A satisfação do cliente, por exemplo, deve ser um objetivo contínuo.

Independentemente de qual ou quais sejam as metas de suas ações, elas devem ser sempre claras e atingíveis. Afinal, não adianta criar campanhas de marketing digital esperando resultados impossíveis para o tipo de investimento realizado.

Por isso, a definição dos objetivos ainda na etapa de planejamento é tão importante. Dessa forma, é possível alinhar o orçamento às suas expectativas e criar campanhas eficientes e coerentes com a realidade e as necessidades da sua empresa.

O mais importante é colocar todos os objetivos definidos no papel, para que todos mantenham-se sempre focados em cumpri-los. O ser humano, muitas vezes, é resistente a mudanças, por isso, não se esqueça de motivar sua equipe e deixe claro o quanto elas serão benéficas para todos.

Determine os principais KPIs

Sigla para Key Performance Indicator, os famosos KPIs são os Indicadores-chave de Desempenho da sua estratégia. Ou seja, essas ferramentas são as métricas que você deverá escolher para avaliar o sucesso ou fracasso das suas ações na web.

Embora existam dezenas de métricas, é preciso determinar quais são as mais relevantes para o seu negócio de acordo com os objetivos e metas traçados para a sua estratégia ainda na etapa do planejamento. Isso porque de nada adianta mensurar o número de seguidores da sua página nas redes sociais, se o propósito da sua ação é aumentar o número de conversão de vendas.

As chamadas métricas de vaidade, como o exemplo citado acima, só servem para distorcer o resultado das suas campanhas e, muitas vezes, podem se transformar em verdadeiras vilãs. Por isso, fique atento e foque nas informações que forem realmente relevantes para a sua estratégia.

Ao determinar os principais KPIs a serem acompanhados, de acordo com as metas do seu planejamento estratégico, é possível fazer análises de desempenho em tempo real, realizando ajustes sempre que for necessário, mesmo durante a sua execução. É ou não é uma boa vantagem competitiva do marketing digital?

Utilize a análise SWOT

Segundo os teóricos do assunto, SWOT é uma sigla essencial para qualquer estratégia de marketing. Em uma tradução livre, ela significa Strengths (Forças), Weaknesses (Fraquezas), Opportunities (Oportunidades) e Threats (Ameaças).

A análise SWOT é uma ferramenta utilizada pelas principais empresas no mundo quando se trata de planejamento estratégico cuja principal finalidade é avaliar todos os ambientes internos e externos da organização, formulando estratégias de negócios com o objetivo de otimizar o desempenho no mercado.

Forças e fraquezas

O exercício de determinar as forças e fraquezas inicia-se quando a organização avalia o ambiente interno e realiza uma análise detalhada. As forças são todas as vantagens que a empresa tem em relação à sua concorrência.

Por exemplo, se, em meio a um complexo de prédios empresariais, existe apenas uma lanchonete, o ponto forte dessa empresa é a sua localização. Existem muitos pontos fortes que podem ser destacados, mas é preciso focar os elementos que, de fato, fazem a diferença.

Já as fraquezas são as principais desvantagens que a empresa tem diante dos seus concorrentes. No caso da lanchonete, poderia ser uma equipe pouco qualificada. As fraquezas são controláveis quando identificadas. Mas para pontuá-las de forma rápida e eficiente, é importante haver sinceridade tanto da equipe quanto da diretoria.

Oportunidades e ameaças

As oportunidades e ameaças tratam de analisar o ambiente externo. As primeiras são as forças externas que influenciam positivamente um negócio. No nosso exemplo, a organização não tem controle e, portanto, não consegue ter influência.

Porém, na maioria das vezes, é possível conhecer esses fatores para haver uma preparação e saber aproveitá-los — como mudanças na política econômica do governo, acesso a uma nova tecnologia, redução temporária de impostos etc. Para aproveitar as oportunidades, a organização precisa manter-se sempre atualizada.

Ao contrário das oportunidades, as ameaças são as forças externas que põem em risco o negócio. Elas também estão fora do controle da organização e precisam ser tratadas com bastante prudência, pois podem prejudicar o planejamento estratégico da empresa. Exemplos: entrada de um concorrente no mercado, nova política tributária, escassez de mão de obra etc.

Uma análise SWOT bem estruturada auxilia em diversos aspectos da tomada de decisão, inclusive no planejamento estratégico de marketing digital.

Conheça os seus concorrentes

Percebemos que uma falha grave das empresas é não conhecerem ou até mesmo ignorarem os seus concorrentes. Diferente do que se acredita, é muito importante analisar o conteúdo, as qualidades e os defeitos da concorrência para fazer uma comparação com o produto ofertado.

É preciso ter sempre em mente que os seus concorrentes vendem, falam e se relacionam com os seus potenciais clientes. E, somente conhecendo e avaliando cada um dos seus processos e comportamentos você saberá as melhores formas de se destacar, se inspirando em boas práticas e evitando ações que não apresentam bons resultados.

Aprender com quem disputa o mercado com você pode ser uma ótima oportunidade de crescimento. Afinal, quando se conhece a concorrência, pode-se agregar um diferencial na oferta dos seus produtos ou serviços, atraindo um número ainda maior de potenciais clientes.

Defina bem o seu público

Uma estratégia de marketing digital só terá bons resultados quando o público para quem se deseja vender estiver bem definido. Por isso, ao desenvolver o seu planejamento estratégico é fundamental responder algumas perguntar específicas sobre os seus potenciais clientes.

Quem são as pessoas que buscam o seu produto? Quais são os seus anseios? Quais as necessidades desse cliente? Quais são os seus principais hábitos? Como o seu produto pode satisfazê-lo? Essas são algumas das perguntas essenciais para definir o seu público e a melhor estratégia para alcançá-los.

Uma boa dica é realizar uma pesquisa com os seus clientes atuais e, a partir das informações coletadas, criar uma persona ideal do seu público-alvo. Mais do que dados demográficos, esse personagem semifictício precisa ter nome, idade, gostos, interesses e desejos bem delineados. Só assim é possível desenvolver a fórmula certa para atingir as pessoas certas. Ou seja, um plano de marketing realmente eficiente.

Defina as suas estratégias e orçamento

Depois de definir as personas, chegou a hora de começar a colocar o seu plano em prática, definindo um orçamento adequado e as principais estratégias a serem executadas de acordo com o seu planejamento.

Nessa etapa, verifique em quais canais o seu público está presentes, quais palavras-chave procuram, as redes sociais que utilizam, entre outras coisas. A partir dessas informações, será possível definir como será o conteúdo do seu blog, como serão os anúncios e onde eles serão veiculados.

Determinadas essas questões, um orçamento deverá ser estipulado. Se você tiver uma agência de marketing digital como parceira, o planejamento e a definição do valor que deve ser investido serão mais bem mensurados, pois, para tomar essa decisão, é necessário saber qual o custo médio das palavras-chave e qual o investimento para anunciar nas redes sociais.

Planeje o cronograma

Depois de traçar os objetivos, utilizar a análise SWOT, conhecer o concorrente, definir o público, as estratégias e orçamento, é hora de planejar quando será executada cada ação. E isso será feito por meio de um cronograma detalhado de suas ações.

Deve-se fazer um mapeamento de tudo o que será realizado, quando será realizado, quem será o responsável e quando será a verificação e correção para o aperfeiçoamento da estratégia de marketing digital. Um cronograma bem-feito é extremamente importante para o sucesso das suas estratégias.

Além disso, é preciso ter alinhado quando serão realizadas as campanhas, sejam institucionais ou promocionais, datas importantes para o seu negócio e qual conteúdo será utilizado nas redes sociais. Também deverá ser estipulada a periodicidade da análise dos seus resultados, que pode ser bimestral, trimestral ou semestral.

Todas essas informações devem constar no cronograma, para que nenhuma atividade deixe de ser realizada e para que o investimento seja mais bem aplicado. Como os resultados podem ser mensurados com precisão, ao longo da execução, podem ser necessárias melhorias, e é possível que as mudanças de algumas ações sejam fundamentais, por isso, o cronograma deve ser flexível.

Coloque o planejamento em prática

Depois de definir, organizar e colocar todos os itens do seu planejamento estratégico no papel, chegou o momento da sua equipe de marketing começar a agir. Mas lembre-se: é preciso sempre alinhar as expectativas e formato de trabalho dos seus colaboradores com os objetivos e metas traçados pela empresa nas etapas iniciais.

E para alcançar resultados ainda mais satisfatórios, é essencial contar com a assessoria de uma agência especializada, que vai oferecer todo o suporte necessário para que você desenvolva o melhor planejamento estratégico para a realidade e necessidades da sua marca.

Agora que você já sabe algumas dicas de como aplicar um planejamento estratégico de marketing no seu negócio, chegou a hora de colocar a mão na massa! Entre em contato com a gente e tire todas as suas dúvidas sobre o assunto!