Início - Blog - As 6 principais características de um bom site!

As 6 principais características de um bom site!

As 6 principais características de um bom site! As 6 principais características de um bom site!
As 6 principais características de um bom site!

Seu site institucional é, muitas vezes, o primeiro contato que um consumidor terá com sua marca. Por tal motivo, é muito importante que ele cause uma boa primeira impressão para, por fim, reter esse cliente em potencial.

Assim como cartões de visita, precisamos nos atentar a alguns pontos primordiais das nossas páginas virtuais. Em primeiro lugar, o site reflete a cara da sua empresa? Você sente que todos os conteúdos publicados são de qualidade? E, afinal, seu design é atrativo o suficiente para que os internautas queiram navegar mais e mais?

Essas são apenas algumas das perguntas que você, como profissional, deve se fazer ao analisar a qualidade do próprio site. No entanto, se deseja saber ainda mais sobre o tema, a seguir, elencamos as principais características de um bom site e como elas influenciam a percepção do usuário sobre sua marca. Confira!

Quais as principais características de um bom site?

Atração

Pode parecer óbvio, mas é impossível pensar em um site interessante que não seja, acima de tudo, atrativo para seus leitores.

Sendo assim, primeiro, pense nas cores que você pode usar. Priorize aquelas presentes em sua identidade visual, para que, aos poucos, esse cliente em potencial comece a se familiarizar com sua marca.

Além disso, sempre tenha em mente que o template do seu site precisa refletir a mensagem que você quer passar. Se, por exemplo, sua marca remete à sofisticação, é importante que seja um template mais clean. Já se sua empresa é voltada para o público jovem, a melhor opção pode ser investir em cores vivas.

A hierarquia de informação também não pode ser deixada de lado, já que o usuário precisa ter acesso aos pontos mais importantes da sua página em uma breve passagem de olho, que dura segundos.

Portanto, avalie quais tipos, tamanhos e texturas de fontes você quer usar. Escolha também quais conteúdos serão priorizados dentro da forma de leitura padrão: no geral, as pessoas lêem de cima para baixo, da esquerda para a direita. A dica aqui é, então, usar títulos e quebras de seção para instigar o leitor e deixar as principais informações na esquerda.

Pense, por fim, em como seu site será percebido pelo internauta. Trata-se de um portal que passa autoridade, que realmente entrega a informação que esse cliente em potencial precisa? Vamos falar mais disso adiante, mas coloque no papel como a parte visual pode ajudar neste sentido.

Usabilidade

Imagine a seguinte cena: você entra em um site, pois deseja saber o telefone de contato da empresa para realizar uma compra. Após navegar por minutos, acaba não encontrando a informação. Quais as chances de fechar esse site e procurar uma outra marca que te atenda de forma mais rápida?

A situação acima é um ótimo exemplo para ilustrar a importância da usabilidade — ou seja, a capacidade de sua página na web ser intuitiva para os usuários. No geral, estamos falando sobre ter um site simples, fácil de ser navegado, onde, em poucos segundos, o leitor consegue identificar a informação de que precisa.

Para não ficar atrás dos portais de seus concorrentes, atente-se sobretudo às abas, links e seções de suas páginas internas, que devem ser visíveis e diretas. Observe, ainda, quantos cliques o internauta precisa dar até chegar ao que de fato procura. Peça aos amigos que simulem a navegação de um novo leitor para ajudar a identificar possíveis falhas.

Outro aspecto que também pode fazer com que o usuário feche sua página é o tempo de carregamento. Apresentando lentidão, é pouco provável que ele espere mais do que alguns minutos para a página carregar. Esse é um dos pontos que podem aumentar sua taxa de rejeição e afetar o alcance do seu site.

Sites responsivos

Ainda pensando na qualidade da navegação do internauta, é importante que seu site também seja responsivo, se adaptando a todas as telas (celulares, tablets e notebooks), bem como abra sem lentidão tanto em redes wi-fi quanto via internet móvel.

Isso porque, de acordo com a PNAD Contínua TIC 2018, 79,3% dos brasileiros com 10 anos ou mais contam com smartphones para uso pessoal. Em outras palavras, significa considerar que a grande maioria da nossa população costuma acessar a internet pelo celular ― algo que, por sua vez, afeta a disposição dos conteúdos nas páginas da web.

Conteúdo relevante

Na internet, estamos sempre disputando a atenção do leitor com diversas informações, como notificações das redes sociais, portais do mesmo ramo, aplicativos, entre muitas outras. Agora te perguntamos: seu conteúdo é interessante o suficiente para que o usuário queira continuar lendo mais?

Destacamos que manter uma constância de conteúdos relevantes também influencia na autoridade da sua página, ou seja, no quanto ela é vista como referência para as ferramentas de busca. Quanto mais o Google entende que seus posts são os melhores sobre um assunto, mais vezes eles aparecem nas buscas dos usuários e maior o alcance do seu site.

Para criar postagens relevantes, é necessário se atentar, antes de tudo, às características do seu público. O conteúdo deve ser direcionado a resolver os problemas e perguntas dessas pessoas. Destaque especial para a veracidade das informações e, claro, a exclusividade da sua abordagem. Traga novas formas e perspectivas de pensar esses temas!

Não deixe de utilizar materiais como fotos, gráficos, gifs e vídeos em sua página. Recursos audiovisuais criam uma conexão emocional com o usuário, enriquecem as informações e deixam seu site mais atrativo. Use-os com frequência, atentando-se aos direitos de uso desses vídeos e fotos.

E por falar na frequência dos conteúdos, caso seja um site que requer atualizações diárias (como os portais de notícia), tenha sempre ferramentas para manter as novidades em dia: uma equipe de produtores de conteúdo, um bom plano de internet e muita habilidade para ir atrás do que interessa ao público!

Contatos sempre visíveis

Como mencionamos antes, um bom site contém os contatos da marca em destaque ao longo de suas páginas. Ter informações como telefone, e-mail e endereço visíveis mostra o quanto você se importa com o atendimento ao cliente e deseja solucionar as dúvidas do usuário.

É interessante, aqui, possuir canais de interação diretamente no site, como um chatbot — que reduz os custos de atendimento da empresa, melhora o tempo de resposta ao usuário e pode aumentar até mesmo os números de vendas.

Plataforma segura

A última característica, porém não menos importante, é hospedar seu site em uma plataforma segura.

Ao fazer isso, você protege sua página de possíveis ataques de hackers, que podem derrubar seu site, redirecioná-lo para um site falso ou até roubar informações de sua empresa ou clientes. Reforçamos que o vazamento de dados pode não só gerar um impacto negativo na reputação de sua marca, mas multas diversas.

Além da hospedagem cuidadosa, converse com a equipe responsável pelo site sobre o uso de senhas e segurança da informação. Se a página for um e-commerce, obtenha certificados de segurança que dificultam os ataques cibernéticos. A comprovação desse certificado deve estar visível para que seus clientes sintam-se seguros em comprar via site.

Hora de colocar seu site no ar!

E então, o artigo acima te auxiliou de alguma forma? Priorizando os pontos elencados, não temos dúvidas de que seu site será um sucesso e te ajudará a fortalecer sua marca como nunca.

Para finalizar, lembre-se de que o foco deve ser sempre a experiência do usuário: o leitor da sua página deve se sentir atraído pelo seu conteúdo, confiar em sua marca e estar seguro de que tem todas as informações necessárias de forma ágil. Agora é com você!

Receba novidades